sexta-feira, 8 de setembro de 2017

A Marta. #2

Créditos da Imagem


Hoje gostava de vos falar de um dos meus part-times (calma! são só dois).
O da manhã e, muito provavelmente, o meu preferido.

Babysitting: uma espécie de arte de cuidar de um bebé que não é nosso, como se fosse nosso.

Com todo o amor!
Não é amor de mãe, não tenho filhos (ainda!), nunca fui mãe e ele tem a sua Mãe.
Nunca será um amor distante, na medida em que parte do seu crescimento também é um bocadinho Nosso.
É um amor de Tia, um sentimento familiar.
Gosto muito dele, gosto muito da Mãe, gosto muito do Pai.
E eles de mim, eu sinto que sim.

Eles.
Ao cinco meses de vida, tão frágil, tão dependente, entregaram-me as manhãs do seu bebé.
Eu,
Inexperiente, sem filhos, tão jovem, com tantos medos, com tantas dúvidas.

Passaram-se cerca de dez meses, quase um ano inteiro.
E eu tive o privilégio de presenciar os seus primeiros dentes, as primeiras vez de gatinhar, hoje os primeiros passos atrapalhados, algumas palavras (mamã, papá)*, as suas melhores caretas, as suas maiores birras...

A dois, já rimos e choramos: como naquele dia, tão doentinho, eu tão aflita, a tosse que era muita, a sopinha que não caiu bem, o vomitado. E eu, a nojentinha que não aguenta vomitado, sem preocupações, tirei a roupa suja aos dois e sentamo-nos no sofá. Eu a observar cada movimento, aflita, muito aflita, de lágrimas nos olhos, ele a sorrir, bem mais aliviado, eu a querer chorar, até a mamã chegar a casa e, cheia de bondade, me acalmar e convencer que já estava tudo bem, que era natural, que não havia nada a fazer para evitar.

Estivemos na festa do primeiro ano: família e amigos próximos, apenas. Acho que sou/somos um bocadinho das duas coisas. Fazem-me sentir assim.

Durante o mês de Julho e Agosto não foram precisos os meus cuidados e eu estava bastante cansada.
Foi tempo de férias para todos, e o tempo passou a voar.

Chegou Setembro e com eles, todas as suas rotinas.
Esta semana jantamos juntos. Nós, o pequenino e os papás.
Tinham-se passado dois meses e só quando recebi o telefonema é que meditei realmente sobre isso.
Tive algum receio que o sentimento não fosse o mesmo.
Quando chegamos, o pequenino (tão grande, quase dois meses depois) vinha aos braços da sua mamã. Olhou para mim ao aproximar-me, sorriu e esticou-me os braços.
E o meu coração ficou cheio!!!**

Não foi para ser babysitter/ama/nanny/babá/o-que-quiserem-chamar que estudei tantos anos (como já mo disseram). Não foi.
Poderia fazer outra coisa, tantas outras coisas, ganhar muito mais.
Mas há algo de muito importante, de TÃO grandioso, que dinheiro nenhum pode pagar.
A confiança de uns pais, a coragem de uma mãe em confiar o seu filho, o seu primeiro filho, a abrir as portas da sua casa, da sua intimidade, e entregar parte da sua vida, a alguém que não conhecia assim tão bem.

Os primeiros dias não dormi.
Tive medo, tive muito medo, aceitei o convite com receio, as dúvidas eram muitas, quis experimentar, achei sempre que não iria ser capaz, apontei religiosamente todos os passos de "como fazer um biberão", coloquei uma (única, foi só uma!) fralda ao contrário, fiquei em pânico com soluços, quis chorar muitas vezes, chorei tantas vezes... mas tem sido uma experiência tão cheia do mais diverso tipo de amor e tão rica de uma aprendizagem que livro/curso nenhum me poderia ter dado.

Que continue a fazer melhor, a aprender mais, e a crescer a cada dia.
Eu. E ele.
Eu quase nos trinta, ele a caminhar para o seu segundo ano.

E estou grata.
Grata ao pequenino, ao papá que se lembrou de mim, e à mamã que concordou.
Muito grata!





* Embora eu vá tentando: Mar-ta, Ti-ti, Ta-ta...
** Abarrotado!!!



Eu sei, ando a escrever muito. Peço desculpa!

Eu sei que eles não vão ler (só o Marido sabe do Blog),
daí puder escrever com toda a liberdade, com todo o coração.

64 comentários:

  1. Marta que testemunho tão bonito! Fui mãe há relativamente pouco tempo (10 meses) e posso afirmar-te que confiar o nosso filho a uma pessoa que mal conhecemos é uma etapa muito dolorosa! Assim como te posso afirmar que quando sentimos que o nosso filho é tratado com amor, a pessoa passa a ter toda a nossa atenção, todo o nosso apreço, todo o nosso tudo de bom. Não és mãe, mas essa criança já te despertou essa personalidade em todos os sentidos. Uma mãe sente tudo, exatamente tudo o que sentes ou já sentiste. Sente angústia, medo, chora (muitas, imensas vezes), abraça, dá colo, sorri, sente e dá amor (um amor infinito) que não pára nunca de crescer.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fia, Fia.
      Fiquei com os olhos cheios de água!

      Em primeiro lugar, obrigada por teres lido (escrevi demais, eu sei) e um OBRIGADA GIGANTESCO pelas tuas palavras.

      Faltam-me as palavras neste momento. Deixaste-me sem palavras!
      Tens razão. Tens toda a razão.
      Acho que nunca tinha pensado em tudo o que esta experiência, de certa forma, desperta em mim.

      Um OBRIGADA GIGANTE.
      Estou sem palavras, de lágrimas nos olhos!

      Beijinho do tamanho do mundo d'

      A Marta

      Eliminar
    2. O teu texto está mesmo muito lindo! E revi-me nele. Estava a ler e fiquei arrepiada e, também eu, de lágrimas nos olhos!

      Um beijinho grande para ti

      Eliminar
    3. Eu de coração cheio por estar a escrever algo que me preenche tanto, e agora, de coração a abarrotar, por tantos anos depois, ter conseguido escrever algo com esse impacto em alguém (escrever, um dos meus Maiores sonhos-adiados-arquivados).
      Pode não tocar mais ninguém.
      Tocou uma pessoa, uma mamã... Uau! Ganhei o mês de Setembro.
      Estou........ a rebentar de alegria hoje.

      OBRIGADA!!!!

      A Marta

      Eliminar
  2. Que linda sua história, é lindo quando a pessoa trabalha em algo que a deixa feliz e se sente gratificada por um amor assim!
    bjs
    Patty Lye
    Blog Patty Lye | Canal Patty Lye | Instagram

    ResponderEliminar
  3. O importante é fazermos coisas que nos deixem felizes e realizados! O que me parece que acontece nas tuas manhãs!
    beijinhos
    https://direitoporlinhastortas-id.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade! :)

      MUITO OBRIGADA. ❤

      Beijinho d'

      A Marta

      Eliminar
  4. R: Obrigada pelo teu comentário ;)
    Há experiências e experiências, até agora tem sido muito positivo, e espero que assim continue, mas também conheço pessoas que não acharam que a sua experiência fosse assim tão positiva. Mas pronto, como tu disseste foi uma experiência que irá sempre fazer parte de ti.

    Que texto maravilhoso, repleto de amor e carinho. Ainda bem gostas e tens amor ao que fazes, quando gostamos torna-se tudo muito mais fácil.

    ResponderEliminar
  5. Que texto tão bonito! :) Penso que pelo que escreveste estás preparada para ser mãe e serás uma excelente mãe! :)
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida Inês, não pude comentar no momento, mas quando li estas tuas palavras o meu coração encheu-se de ternura, tanto quanto os meus olhos de lágrimas.

      MUITO OBRIGADA. ❤

      Beijinho d'

      A Marta

      Eliminar
  6. Obrigada por partilhares a tua experiência, gostei muito de ler!

    Beijinhos,
    Inês
    http://www.indiglitz.pt

    ResponderEliminar
  7. Deve ser uma sensação ótima! E quando chegar a altura serás uma excelente mãe, sem qualquer dúvida!
    Um beijinho,
    http://chicana.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. MUITO-MUITO OBRIGADA. ❤
      Que palavras tão queridas! Fico de coração cheio, e esperançada que assim seja, que quando chegar a Minha altura possa ser mais e melhor ainda! :)

      Beijinho d'

      A Marta

      Eliminar
  8. Que linda! Eu estou ansiosa que a minha irmã e o meu cunhado engravidem ahah
    Um beijinho,
    http://myheartaintabrain.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. MUITO OBRIGADA. ❤

      AHAHAHAH, as minhas irmãs já passaram essa fase e tenho muito poucos bebés próximas na família!
      Pode ser que qualquer dia, eles te façam a vontade! :)

      Beijinho d'

      A Marta

      Eliminar
  9. Que texto maravilhoso! Escrito com o coração. Cheio de tudo o que se pode pedir a uma pessoa que cuide do nosso bem mais precioso. Têm-se ajudado mutuamente, e é uma relação com laços tão intimistas...Que sortudo é o bebé! Que sortuda que és tu por poderes fazer parte da vida desta "criatura" indefesa. Que relação maravilhosa. Mesmo com medos, mesmo com receios, estão um para o outro e são um do outro. Sou mãe e felizmente pude estar com a minha filha até aos 6 meses de vida dela. Mas recordo-me como se fosse hoje a angustia e a tristeza que foi, quando a deixei no berçario da creche. Chorei imenso! Se fosse hoje, optaria por uma ama. Por este texto e por cada vez mais haver pessoas como tu! um beijinho enorme e que sejam sempre muito felizes os dois

    https://saboresdoninho.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que elogios tão grandes, e tão bonitos!

      MUITO OBRIGADA pelas suas palavras tão queridas. ❤

      Beijinho d'

      A Marta

      Eliminar
  10. Não conhecia o teu blog, mas lendo apenas este texto, ter-me-ás sempre por aqui.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pela visita, volte sempre, farei o mesmo pelo seu. ❤
      Beijinho d'

      A Marta

      Eliminar
  11. Que texto tão bonito Marta. E que sorte tem essa família por te ter por perto :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh! E que sorte eu tenho com as leitoras dos meus textos!*

      MUITO OBRIGADA. ❤

      Beijinho d'

      A Marta

      Eliminar
  12. É tão bom ler testemunhos assim *.*
    Acompanhar um crescimento de uma criança é tão gratificante. Assusta, porque nos exige por inteiro, mas também é recompensador. Dão-nos tanto, sem terem essa noção. E mesmo que não haja um elo de sangue, passam a ser um pouquinho nossa, por tudo o que vivemos ao seu lado.

    r: Então é mesmo a receita indicada :D
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade! Tem tanto de assustador, como de recompensador.
      E não há muito dinheiro que pague por esses 'elos'.

      MUITO OBRIGADA. ❤

      Beijinho d'

      A Marta

      Eliminar
  13. Ser babysitter deve dar bastante trabalho, mas deve ser maravilhoso! E sempre te vais preparando para quando fores mamã! :)
    As maiores felicidades!

    P.S.: Pessoalmente não me importo nada quando escreves muito. Aliás, este testemunho está muito bonito! Nem queria que acabasse!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. MUITO OBRIGADA pelas suas palavras tão queridas. ❤
      Pudesse eu escrever a toda a hora... :)

      Beijinho d'

      A Marta

      Eliminar
  14. Não é nada fácil para uma mãe entregar o filho a alguém que não conhece...

    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda não sou mãe, mas acredito a 100% que o seja. :) ❤

      Beijinho d'

      A Marta

      Eliminar
  15. É como eu :P Daí as esponjas serem super úteis neste sentido eheh :)

    Ai meu Deus. É cada vez mais delicioso ler-te!
    Nunca tenhas dúvidas das tuas capacidades. <3

    NEW TIPS POST | 6 Must-Have BEAUTY PRODUCTS for SUPERMARKET :O
    InstagramFacebook Official PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. MUITO OBRIGADA. ❤
      Irei esforçar-me para não duvidar na maior parte do tempo ;) (ainda por cima com tantos miminhos que vocês me dão.)

      Beijinho d'

      A Marta

      Eliminar
  16. Que bom... de ficar com o coração apertadinho de tanto amor... que continuem os dois a crescer juntos.
    Beijinho e bom fim de semana!
    http://asreceitasdamaegalinha.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. MUITO OBRIGADA, querida Joana ❤

      Beijinho d'

      A Marta

      Eliminar
  17. As crianças são o melhor do mundo e ensinam-nos tanta coisa...

    Sim, andas mesmo com os sentimentos à flor da pele. Mas adorei o que escreveste. Sentido. E há coisa mais bonita que isso?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ando uma 'sentimentalona', vá se lá saber porquê!
      Deve ser da mudança de estação. :P

      MUITO OBRIGADA. ❤

      Beijinho d'

      A Marta

      Eliminar
  18. Que testemunho tão bonito e sincero! :)
    Acreditas que também fiquei de lágrimas nos olhos ao ler o teu texto!? Obrigada por escreveres tão bem e, principalmente, por escreveres com o coração! :D
    beijinhos

    amarcadamarta.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh! Obrigada EU, pelas lágrimas.
      Significam que conseguiram sentir todo o sentimento que depositei em cada palavra.

      MUITO OBRIGADA. ❤

      Beijinho d'

      A Marta

      Eliminar
  19. Não é o que estudaste, mas há poucas profissões que nos fazem sentir preenchidas como descreves e isso é muito importante. Parabéns.

    ResponderEliminar
  20. O texto está muito bonito! Eu não sei se seria capaz, não tenho experiencia nenhuma com bebes, apesar de qerer ser mãe, é preciso ser-se muito corajosa! :)

    https://filipa-goncalves.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que a coragem teve que ser maior que o medo, e acredita que o medo era IMENSO! ;)

      MUITO OBRIGADA. ❤

      Beijinho d'

      A Marta

      Eliminar
  21. Deve ser sem dúvida um trabalho muito compensatório principalmente para quem gosta de crianças!

    Bjxxx
    Ontem é só Memória | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  22. Deve ser mesmo uma responsabilidade enorme mas, ao mesmo tempo, um sentimento de gratidão que nos enche! Parabéns por tudo o que já cumpriste ,linda <3
    Beijinhos,
    Blog An Aesthetic Alien | Instagram | Facebook
    Youtube

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade! Posso confirmar.
      E MUITO OBRIGADA. ❤

      Beijinho d'

      A Marta

      Eliminar
  23. Trabalhei num infantário durante alguns meses e sei com é! Adorei o post!
    Blog | Instagram | Twitter | Tumblr | Pinterest

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. MUITO OBRIGADA. ❤
      Um infantário deve ser ainda muito mais desafiante. :)

      Beijinho d'

      A Marta

      Eliminar
  24. Se gostas de cuidar de bebés, acredita que é uma boa hipótese de carreira!

    ResponderEliminar
  25. Um bonito texto que demonstra tanto sentimento que se eu fosse a mae do pequenote nao teria duvidas nenhumas que tinha feito uma boa escolha.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. MUITO OBRIGADA pelas suas palavras tão queridas. ❤

      Beijinho d'

      A Marta

      Eliminar
  26. Serás sempre de confiança para essas pessoas. ;)
    Texto lindo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Assim o espero!
      MUITO OBRIGADA, fico muito contente que tenhas gostado. ❤

      Beijinho d'

      A Marta

      Eliminar
  27. Neste textinho dá mesmo para perceber o carinho que sentes por eles, quem dera a muitos pais ter alguém que tratasse assim os seus filhos... Parabéns e obrigada por me fazeres acreditar num futuro melhor!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oim! *.*
      MUITO OBRIGADA, minha querida Ana! ❤

      Beijinho d'

      A Marta

      Eliminar
  28. Respostas
    1. MUITO OBRIGADA, fico muito contente que tenhas gostado. ❤

      Beijinho d'

      A Marta

      Eliminar
  29. Love your blog style!
    I`m following your blog with a great pleasure in GFC
    Follow back? Sunny Eri: beauty experience

    ResponderEliminar
  30. Tenho duas gémeas e tenho o 'privilégio' de estar com elas em casa nos primeiros 3 anos de vida, aqui na Alemanha é assim. E o facto de pensar em deixa las com alguém, deixa me totalmente doente. E um dia... quando esse dia chegar, adorava encontrar uma pessoa com esse coração e dedicação! É delicioso ler essas palavras... quem é mãe vai perceber ainda melhor ! Tenho pena dos pais não terem a oportunidade de ler o teu testemunho... tenho a certeza que eles iam encher se de orgulho! Alguém que faça chegar esse texto aos pais da criança sff! :) ♡♡♡

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oiimmm! *.*

      MUITO OBRIGADA. ❤

      Vindo de uma mamã, as palavras ganham aquele sabor tão docinho! Obrigada-obrigada-obrigada!

      Eles sabem aquilo que eu sinto por eles e pelo pequenino, pois acho que o consigo demonstrar através de atos.
      Por um lado prefiro que não saibam do blog, pois assim, tanto eles, como outros leitores, poderiam pensar que estava a escrever aquilo que eles queriam ler, e não aquilo que realmente sinto.

      Beijinho d'

      A Marta

      Eliminar